Fotógrafo revela 'universo paralelo' da superfície dos mares

O fotógrafo Matthew (Matty) Smith é fascinado pelas mudanças de luzes quando ela passa pela superfície ondulante do mar, e se especializou em fotos subaquáticas. A foto acima é uma rosa-do-oceano, feita em Bass Point, na Austrália.
As composições de Smith capturam o momento da imersão, da transição de um elemento para outro e com o que está embaixo d'água. Para fotografar este crocodilo em Jardines de La Reina, Cuba, ele se aproximou com cautela. 'Queria fazer uma imagem que mostrasse o olhar e os dentes, para revelar o caráter e a personalidade deste animal', afirmou Smith.
O fotógrafo prefere fotografar a céu nublado, com muitas nuvens e pouca luz. Na imagem, tubarões na costa de Cuba, uma foto muito difícil de capturar devido à velocidade dos movimentos dos tubarões.
'Mandei construir um domo enorme, de mais de 45 centímetros, para fotografar no mar aberto, com metade dele sobre a água e a outra metade submersa', contou Smith. Na foto, os tubarões de Jardines de la Reina, Cuba.
 
'Apesar de uma picada potencialmente perigosa, esta caravela-portuguesa é uma criatura muito bonita. Queria demonstrar isto com uma luz e composição cuidadosas', disse Smith, sobre esta foto feita em Bushrangers Bay, na Austrália.
'Eu precisava manter a escuridão da água, mas ainda pegar o detalhe do animal. Para isto, precisei experimentar muito com técnicas diferentes durante várias semanas', acrescentou. Adaptações nos flashes submarinos permitiram que Smith conseguisse o efeito desejado.
'Sempre que conseguia acesso a esta piscina natural minúscula (em Port Kembla, Austrália), experimentava usar acessórios para a câmera (...) que poderia usar em um espaço tão pequeno para fazer a foto'. A imagem foi batizada de 'Crimson Tide', 'Maré Púrpura'.
'Ser um fotógrafo de oceanos me levou a ter alguns hábitos estranhos e curiosos. Ficar em piscinas de pedra na maré baixa durante a noite é um deles. No entanto, as recompensas podem ser ilimitadas, do ponto de vista de um fotógrafo", afirmou Smith. Acima, uma foto feita nestas condições em Bushrangers Bay, Austrália.
'Acho que faltava um pouco de amarelo em meu catálogo e esta vegetação oceânica dourada preencheu muito bem esta falha. Iluminei-a com uma luz estroboscópica e, uma manhã escura e chuvosa para dar algo especial (à imagem)", disse o fotógrafo. A foto desta alga iluminada foi feita também em Bushranger Bay, na Austrália.
Esta enguia foi clicada nos jardins botânicos de Sydney, na Austrália, à sombra dos prédios da cidade. É possível ver mais fotos de Matty Smith no website do fotógrafo: www.mattysmithphoto.com/
Da BBC

Via Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: