outubro 21, 2014

Sul-africana cria 'arte para formigas'

Lorraine Loots, uma artista sul-africana, criou uma pintura para cada dia do ano nos últimos dois anos. E cada um deles é uma miniatura. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
O nome do projeto em português é "Projeto 365 Cartões-Postais para Formigas", mas as obras em miniatura incluem retratos de celebridades, naturezas mortas e, é claro, paisagens. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
Loots mora na Cidade do Cabo, África do Sul. Ela passa uma hora por dia fazendo cada uma das pinturas. Devido a este período limitado de trabalho, Loots só consegue pintar pequenas obras. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
"Às vezes é muito difícil - acho que a pressão de ter que criar algo para alguém todo dia começa a te afetar em um nível subconsciente", disse a artista. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
Mesmo com a pressão do projeto, a artista gosta do trabalho. "A melhor parte do meu dia é quando me sento para pintar", disse. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
"Inicialmente pensei no projeto como um grande desafio, como uma maratona e que eu ficaria aliviada por sobreviver", afirmou. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
"(Mas) também se transformou em um tempo de meditação: uma parte de cada dia silenciosa e quase sagrada." (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)
"A resposta (ao trabalho) foi muito positiva e quase avassaladora", completou a arista. (Foto: Projeto 365 Postcards For Ants, de Lorraine Loots / Caters News)

Da BBC Brasil

outubro 17, 2014

outubro 16, 2014

Imagem de vitrine ganha prêmio global de fotos urbanas

A foto de uma mulher arrumando a vitrine de uma loja foi a vencedora do prêmio CBRE Fotógrafo Urbano do Ano. O tema escolhido para 2014 foi Cidades no Trabalho e fotógrafos tentaram capturar a essência e a realidade do trabalho nas grandes cidades. Ela foi escolhida entre 11,5 mil fotos enviadas de 79 países. Ela foi feita por Marius Vieth. 'Fotografia de rua é minha paixão há muitos anos e eu sabia que minha imagem, Máscara da Sociedade, era perfeita para a competição', disse ele. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Acima, a foto de Johanna Siegmann, chamada 'Zona de Amortecimento', que venceu na categoria Américas Regional. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
O prêmio para a região Ásia/Pacífico foi para Ly Hoang Long, pela foto acima, que mostra trabalhadores consertando redes em uma fábrica de Bac Lieu, Vietnã. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Carlos da Costa Branco fez esta imagem de um guarda de trânsito dançando em uma rua de Lisboa e venceu na categoria Europa, Oriente Médio e África. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Neste ano foram dados dois prêmios para jovens fotógrafos. Na categoria entre 13 e 15 anos, a vencedora foi Sarah Scarborough, com a foto feita em Veneza, chamada Uma Silhueta Distante. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Na categoria entre 16 e 25 anos, a foto vencedora foi a da silhueta de um bonde, formada pela luz, ao lado do rio Danúbio, em Budapeste, de Szabolcs Simo. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Outros vencedores foram escolhidos ao retratarem momentos diferentes do dia. Acima, o vencedor da categoria começo da manhã. Cymbie Yan fez a foto em Pyongyang, na Coreia do Norte. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Antonio Hernandez foi outro dos vencedores com a imagem acima, chamada Simetria. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
A foto acima, de Sujan Sarkar, também foi uma das escolhidas e mostra um funcionário do serviço de esgoto da Índia. (Foto: CBRE Urban Photographer of the Year)
Fotos: BBC Brasil

outubro 12, 2014

Art of Motion: O Parkour pelo mundo

Ryan Doyle pratica parkour na escadaria do Convento de Santa Teresa, no Rio de Janeiro
Ryan Doyle pratica parkour na Muralha da China
Ryan Doyle pratica parkour em Machu Picchu, no Peru
Ryan Doyle pratica parkour na favela Santa Marta, no Rio de Janeiro
Ryan Doyle pratica parkour em pedras da ilha de Santorini, na Grécia
Ryan Doyle pratica parkour saltando entre barcos ancorados em Dubai, nos Emirados Árabes
Ryan Doyle pratica parkour em frente ao Coliseu, em Roma, na Itália
Ryan Doyle pratica parkour na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro
Ryan Doyle pratica parkour em frente ao Taj Mahal, na Índia
Créditos: Red Bull Content Pool

outubro 09, 2014

outubro 08, 2014

'Colírio para os olhos' : Sexualidade em forma de arte

Com o sugestivo título de "Colírio para os olhos", acontece no México uma exposição sobre como o erotismo se manifesta na cultura popular desde a época pré-colonial até os nossos dias. No México, como em outros países, a expressão da sexualidade sempre foi algo cheio de tabu. Mas ela nunca deixou de ser abordada por causa disso e foi retratada artisticamente de diversas maneiras como nesses objetos.
Algumas das manifestações artísticas mais criativas e diferentes sobre sexo estão reunidas na exposição "Colírio para os Olhos - Erotismo popular", que reúne 867 peças sobre o tema, algumas criadas há mais de 3 mil anos. A exposição acontece no Museu Nacional de Culturas Populares. Na foto, uma escultura do período anterior à colonização espanhola no México. / Da BBC


outubro 06, 2014

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Congêneres