Fotógrafo retrata paisagens 'invisíveis' com infravermelho

Uma nova exposição do fotógrafo britânico Ed Thompson explora os limites da percepção humana, focando no que está fora do nosso espectro visual e documentando acontecimentos que, em geral, passam despercebidos. O projeto "O Invisível" utiliza o espectro infravermelho para criar imagens que transformam o mundo a nossa volta, forçando o espectador a buscar pistas visuais para relacionar a imagem a algo que conhecemos.
O projeto começou em 2010, quando Thompson pesquisava uma forma de documentar a "vila mal-assombrada" de Pluckley, na Inglaterra, e encontrou artigos sugerindo que fantasmas poderiam ser registrados usando fotos com infravermelho.
"Sob condições normais, nós vemos (comprimento de ondas) entre 400 e 700 nanômetros, o alcance de luz que a maioria dos filmes consegue registrar", disse Thompson. "No entanto, com o filtro certo, o filme com infravermelho vai revelar luz entre 750 e 1.000 nanômetros. Isso permite que o invisível seja fotografado".
Suas fotos resultaram em uma série chamada "A Vila". A partir daí, ele começou a pesquisar temas para "O Invisível". (A Vila: Park Wood)
A foto acima, 'A Floresta Vermelha' (2012) "usa o filme com infravermelho para documentar a condição da floresta mais radioativa do mundo e, por sua vez, recria a Ucrânia em um vermelho soviético profundo", diz Thompson.
A placa de Pripyat fica fora da aldeia dos trabalhadores, próxima à planta nuclear de Chernobyl, palco do mais grave acidente nuclear da história, em 1986.
Outras fotos tiradas por Thompson refletem o uso anterior dado aos filmes Kodak, da aplicação médica - vista acima em "A Veia" (2014) - à vigilância aérea por militares.
Thompson reforça que, apesar de parecerem "de outro mundo", essas fotos são tão reais como
qualquer imagem de documentário. "Existe muito debate no fotojornalismo contemporâneo e no fotojornalismo de documentário sobre manipulações, tanto na construção, quanto na pós-produção das imagens fotográficas", diz ele.
A exposição "O Invisível" pode ser vista na Galeria Four Corners, em Londres, até 18 de abril. Para mais informações, visite www.edewardthompson.co.uk
Da BBC
Via Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: