Imagem de aurora boreal sobre lago na Islândia é 'foto de astronomia do ano'

De um eclipse sobre o Quênia até um céu sereno preenchido com uma aurora verde cintilante - a competição "Fotógrafo de Astronomia do Ano", realizada pelo Observatório Real de Greenwich, em Londres, apresenta o cosmos que vai além do nosso planeta por meio de fotos deslumbrantes. Foram centenas de participantes de 51 países, com fotos divididas nas categorias Terra e Espaço, Pessoas e Espaço, Nosso Sistema Solar, e Espaço Profundo. O vencedor geral foi o britânico James Woodend, que ganhou o prêmio principal de Fotógrafo de Astronomia de 2014 com uma foto da aurora verde cruzando o céu islandês e refletindo na lagoa glacial de Vatnajökull. Shishir Shashank Dholakia, de 15 anos, dos Estados Unidos, ganhou na categoria Fotógrafo Jovem do Ano. As fotos vencedoras estão expostas no Observatório Real de Greenwich até 22 de Fevereiro de 2015. / Da BBC
Foram centenas de participantes de 51 países países em todo o mundo, apresentando a beleza e os detalhes do cosmos que vão além do nosso planeta. As categorias foram: Terra e Espaço, Pessoas e Espaço, Nosso Sistema Solar, e Espaço Profundo. Essa última teve Bill Snyder como vencedor com essa foto da nebulosa Cabeça de Cavalo.
O segundo colocado da mesma categoria foi David Fitz-Henry, com a imagem do tiro da Nebulosa de Hélix; o concurso foi realizado realizada pelo Observatório Real de Greenwich, em Londres.
Uma imagem intitulada Caminhos de Estrelas para o Parque Eólico, de Matt James, foi a segunda colocada na categoria Terra e Espaço.
O gás superaquecido na superfície de ebulição do sol foi registrado em foto por Alexandra Hart – ela venceu a categoria Nosso Sistema Solar.
O vice-campeão na mesma categoria foi George Tarsoudis com esse clique detalhado das crateras da lua.
A figura de uma silhueta sob o pano de fundo de um horizonte na savana do Quênia é um eclipse solar híbrido raramente visto. Essa foto foi feita por Eugen Kamenew, da Alemanha, e ganhou o primeiro lugar na categoria Pessoas e Espaço.
O segundo lugar ficou com Julie Fletcher por essa foto intitulada “Almas Perdidas”.
O vencedor do Escopo Robótico do Ano foi Mark Hanson, do Reino Unido, por esse registro da galáxia espiral.
O Prêmio Sir Patrick Moore para Melhor Revelação foi para Chris Murphy, que fotografou as formações rochosas da região Wairarapa na Nova Zelândia sob nuvens em toda a Via Láctea.
Shishir Shashank Dholakia, de 15 anos, dos EUA, ganhou o prêmo para Jovem Fotógrafo de Astronomia do Ano. As imagens do Prêmio de Fotógrafo de Astronomia de 2014 podem ser vistas no Observatório Greenwich até 22 de Fevereiro de 2015.

Via Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: